sexta-feira, 15 de julho de 2011

Rastreio da Tuberculose

O rastreio da Tuberculose pode ser feito junto do seu médico de família ou no CDP da área da sua residência e tem como objectivo identificar pessoas que, tendo tido contacto com o bacilo da tuberculose e apesar de não apresentarem sintomas da doença,  podem estar mais susceptíveis de adoecer. 
No rastreio é-lhe feito um inquérito sobre sintomas,  realizado prova tuberculínica (Mantoux), radiografia de tórax, colheitas de expectoração,  teste IGRA (se necessário) e esclarecimento sobre a doença.
 
As colheitas da expectoração devem ser feitas durante 3 dias seguidos. Colhe-se, em frasco devidamente identificados  a 1ª expectoração da manhã, de preferência ainda em jejum. Guarda-se no frigorífico (na porta ou na gaveta dos legumes) ou simplesmente num local fresco e abrigado da luz solar. Após as 3 colheitas entregar no CDP.

frascos expec.Imagem1RX

Sempre que se deslocar para realizar o Rastreio da Tuberculose deverá ser portador do Boletim de Vacinas.