História do CDP

Um pouco de história

O Centro de Diagnóstico Pneumológico de Santarém é uma unidade de saúde com muitos anos de actividade e que teve há cerca de 30 anos a designação de Dispensário Antituberculoso; é ainda muitas vezes  designado pelo nome de Dispensário.
De facto, se nos anos 50 do século XX, no nosso país as carências no campo da saúde eram enormes, na área da luta contra a tuberculose existiam as unidades ambulatórias em quase todos os concelhos; existiam também unidades de internamento, não só os grandes sanatórios, mas também unidades mais pequenas – a Enfermaria-abrigo de Santarém era uma dessas unidades: o seu edifício é onde actualmente funciona o Lar de S.Domingos.
Estas estruturas inicialmente criadas pela Assistência Nacional aos Tuberculosos (ANT), passaram depois para o Instituto de Assistência Nacional aos Tuberculosos (IANT). Após o 25 de Abril de 1974, passa a ser Serviço de Luta Antituberculosa (SLAT), designação muitas vezes ainda utilizada, posteriormente Serviço de Tuberculose e Doenças Respiratórias (STDR) e a partir de 1995, com o Plano Nacional de Luta contra a Tuberculose chegamos ao actual nome de Centro de Diagnóstico Pneumológico (CDP).
Muito haverá a contar da evolução destas estruturas; esperamos fazê-lo proximamente e de forma progressiva, não só com as nossas memórias, mas também com os contributos que as pessoas da região possam dar e que desde já solicitamos.


A nossa actividade

O CDP Santarém é uma unidade que tem como prioridade da sua actuação a luta contra a tuberculose, nas vertentes do tratamento, do diagnóstico, da prevenção e rastreio, da formação e da educação para a saúde.
Porém, desde os fins da década de 70 que progressivamente se foi alargando a sua acção a toda a área da Pneumologia, respondendo à procura de cuidados médicos especializados nas doenças respiratórias em geral. Aliás, as designações STDR, e depois CDP, surgem espelhando essa evolução.
Com instalações próprias, facilitando a acessibilidade, e com um quadro de pessoal que foi variando ao longo dos anos, o CDP Santarém tem actualmente 2 médicos pneumologistas, 2 enfermeiras, uma técnica de radiodiagnóstico, 2 administrativos e uma assistente operacional.
A nossa actividade tem sido desenvolvida tendo sempre presente a importância da interligação com os outros sectores da saúde: o da Medicina Geral e Familiar, na sua rede ambulatória e primeiro ponto de contacto da população com os serviços, o da Medicina Hospitalar, Medicina Interna, Pneumologia e todas as outras especialidades médicas e cirúrgicas, o da Saúde Pública, e todos os outros sectores da saúde e assistência social.